Dororo – Resenha dos episódios 2 ao 5 do anime

Dororo – Resenha dos episódios 2 ao 5

Exibição Original: 07 de Janeiro de 2019 – presente
Título Original: Dororo どろろ
Estúdio: MAPPA e Tezuka Productions
Avaliação: ★★★★★ (Excelente)

Estamos aqui novamente para falar de uma das promessas para esse ano no universo dos animes. Dororo. A continuação da história do anime continua a premissa já especulada aqui no Meta como vocês podem ler na primeira resenha. Pois bem, seguimos para as resenhas (bem rápidas) dos episódios 2 ao 5, que com o passar dos acontecidos vai ficando cada vez mais interessante.

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-01

Primeiro, fazendo um adendo, a opening e a ending do anime são obras muito bem executadas e boas de escutar. Agora voltando ao assunto, falemos primeiramente do 2º episódio do anime. A narrativa já começa com Dororo tentando entender como Hyakkimaru “funciona”, pois acabara de presenciar seu rosto caindo no chão e sua pele nascendo. O jovem samurai consegue enxergar as outras pessoas e seres através de sua alma. Quando hostis, com ódio ou de outro mundo, elas tem cor vermelha. Itens da natureza ele enxerga na cor verde e outros serem que não oferecem perigo, suas almas são cinzas, sendo esse um dos motivos de Hyakkimaru deixar Dororo próximo a ele.

Tentando de certa forma sobreviver e ganhar algum dinheiro, Dororo, o porta voz da dupla, começa a busca de alguns “desafios” para que Hyakkimaru possa enfrentar em troca desta remuneração. Até que eles encontram uma vila misteriosa, onde o povoado fala sobre certas perturbações que eles andam sofrendo. Dororo aceita de pronto a oferta, mas só não sabe que todos da vila em si lhes ofertam perigo.

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-02

Um senhor cego aparece nesta vila e cria certo vínculo com os dois jovens. Por ser deficiente visual e enxergar as coisas de forma semelhante à Hyakkimaru, ele acaba por dizer a Dororo como funciona a visão do samurai. Senhor assombrados por um ser estranho, os três percebem que o verdadeiro mal da vila está bem debaixo do nariz deles. Ao final, Hyakkimaru enfrenta um demônio e consegue seu sistema nervoso de volta. A partir daí, a relação de Dororo e do samurai começa a ficar mais estreita.

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-03

O 3º episódio é um pouco mais lento em relação à ação e sangue. Sendo um flashback, a história conta como Dororo foi encontrado e auxiliado durante sua infância. Dr. Jukai, um curandeiro cansado e com remorso de seu tempo sanguinário de guerra começa a exercer seus conhecimentos em prol de ajudar os mais necessitados. Ao mesmo tempo, somos apresentados a Tahomaru, o irmão mais novo de Hyakkimaru, que é criado cheio de mimo por seu pai.

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-04

Com o passar do tempo, Jukai começa a receber visita de demônios que estão atrás de Hyakkimaru, que só entende a situação de certa forma depois de um longo tempo. Com isso o curandeiro forja novos membros para o jovem samurai, aumentando suas defesas e ataques. E é aí então, que depois de uma luta com um grande demônio e a recuperação de uma de suas pernas, Jukai começa a entender a missão de Hyakkimaru e o alerta que terá de partir para cumprir seus desafios. Este episódio tem como base ilustrar um pouco do que do passado e do que o samurai precisará enfrentar, além de mostrar cenas dramáticas e fortes de como eram os tempos de grandes guerras samurais e seus prejuízos. A série inteira de certa forma também trata disso.

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-05

O anime começa a tornar-se ainda mais interessante a partir dos enfrentamentos do 4º episódio. Mostrando um flashback, a história começa a incrementar ainda mais itens da cultura japonesa dentro da obra. Alguns desses elementos são, por exemplo, as relações de poder entre as tropas samurais e também referências à lenda do origami tsuru.

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-06

Exibindo uma espada milenar e demoníaca, um samurai é pressionado a matar outros guerreiros com a arma. Porém, é só após de matar o primeiro que é citado que a poderosa lâmina se alimenta e se aprimora quanto mais sangue ela obtiver. O que também traz referências de diversas outras obras de como aprimorar suas lâminas. O samurai que agora detém a katana começa a matar sem parar, até que encontra Hyakkimaru e Dororo. Os dois samurais se enfrentam em duas lutas cheias de movimentos e com um final dramático, que traz de volta a audição de Hyakkimaru.

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-07

O interessante de Dororo é que a cada nova conquista de algum de seus órgãos perdidos, a imersão em que somos inseridos com o personagem de Hyakkimaru é profunda. O que muitas vezes pode parecer normal para nós, todas as novas descobertas para o samurai são muito curiosas de se entender. A penetração de sentimentos neste 5º episódio é muito maior do que os outros. Perturbado e com grande estranhamento com a sua audição, o jovem samurai não consegue mais lidar com toda a antiga destreza em suas lutas.

Dororo começa a dar muito mais atenção e cuidado com Hyakkimaru, principalmente com os incômodos dos diversos barulhos. O senhor cego reaparece para os jovens e logo após conhecem Mio, uma jovem que cuida de diversas crianças órfãs e debilitadas pelas guerras presentes naquelas terras. E aí então que começam a acontecer os primeiros sentimentos amorosos de Hyakkimaru. O samurai só consegue ouvir calmamente quando Mio fala e canta.

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-08

Enquanto isso acontece, a guerra civil instaurada no local começa a se alastrar ainda mais. Mio, que trabalha somente à noite se dizendo dados momentos como informante, começa a dizer que precisa trabalhar dos dois lados. Tudo isso com muita cautela. O senhor cego avisa Dororo e Hyakkimaru que há um local bom para se refugiarem, mas precisam enfrentar um demônio presente no local. O grupo se separa, Mia vai executar seu trabalho onde Dororo vai atrás prometendo aos órfãos que irá a proteger e Hyakkimaru vai com o senhor enfrentar o demônio.

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-09

É aí que diversos sentimentos se misturam. Dororo descobre o real trabalho da jovem, ficando chocado ao mesmo tempo em que Hyakkimaru desperta outro de seus itens perdidos de uma forma brutal. Os sentimentos de todos os personagens com os acontecidos parecem se conectar de uma forma única e forte.

Com este último episódio, Dororo mostra-se mais que um anime de aventura e cheio de sangue, mas também com características emocionais forte, misturado a vasta cultura local. Com essas narrativas, o anime mostra-se muito superior à obra original (o mangá). O roteiro e conversas entre os personagens são muito mais convincentes e mostra o porquê, mesmo no começo é uma das promessas para este ano.

Confira outras resenhas de animes aqui. Siga o Meta Galáxia nas redes sociais!

dororo-resenha-dos-episodios-2-ao-5-10

assinatura kelvin

Análise Crítica
Data
Título Original
Dororo - Resenha dos episódios 2 ao 5 do anime
Nota do Autor
51star1star1star1star1star