Shingeki No Kyojin 3 (Parte 1) – Resenha

Shingeki no Kyojin – Resenha da parte 1 da terceira temporada do anime

shingeki-no-kyojin-3-resenha-poster.jpg

Exibição Original: 23 de julho de 2018 a 15 de outubro de 2018
Título Original: 進撃の巨人 Season3 / Attack on Titan Season 3
Estúdio: Wit Studio/Production IG| Nº de Episódios: 12
Avaliação: ★★★★☆ (Ótimo)

Shingeki No Kyojin 3 teve uma interrupção inesperada quanto à sua divisão em duas partes, pegando muitos espectadores de surpresa. Todavia, não poderia ter encerrado sua primeira etapa de melhor forma.

A temporada teve início dividindo opiniões quanto à nova abertura – em sua maioria negativas por trazer um clima suave e emotivo, com uma bonita melodia composta por Hyde e Yoshiki e com um quê nostálgico, algo diferente das openings anteriores cheias de adrenalina impulsionadas pelas músicas do grupo Linked Horizon. E, desta vez, com cenas que não eram focadas também nos titãs.

shingeki-no-kyojin-3-resenha-00.jpg

Há de se dizer, no entanto, que esta abertura  deixa muito claro qual o tom da primeira parte de Shingeki No Kyojin 3: a resolução da parte política e histórica do universo do anime, bem como o passado da maior parte dos personagens. E a animação ganha um salto de qualidade nos momentos de maior movimentação.

É bem verdade que a ação intrínseca nas duas temporadas anteriores teve uma drástica redução neste arco, mas isto não significa que haja menor intensidade. Esta, desta vez, se aplica principalmente numa sequência frenética de revelações sobre a origem dos titãs e a história da humanidade. Sem qualquer exagero, há praticamente a revelação de um novo fato relevante a cada episódio.

shingeki-no-kyojin-3-resenha-01.jpg

Com a informação de que, potencialmente, todos os titãs são/foram humanos e que tudo está ligado, de algum modo, à família real, Shingeki No Kyojin 3 foca nas relações e conflitos entre os próprios humanos, inclusive com questões diplomáticas quanto ao governo dentro da muralha. Isto, somado ao fato do mistério sobre a questão mística do “poder de titã” e sua origem ainda não totalmente conhecida, gera uma série de novas possibilidades para o anime.

Estas questões são muito bem exploradas, principalmente colocadas sob a ótica de dois personagens que, até então, eram coadjuvantes: Historia e Erwin. A importância que ambos ganham na trama faz com que se tornem tão relevantes e empáticos quanto Eren, Mikasa ou Levi, independente se suas atitudes são questionáveis em determinados momentos.

shingeki-no-kyojin-3-resenha-02.jpg

Mesmo outro coadjuvantes, como Hange, recebem maior atenção e acrescentam ainda mais ao desenvolvimento da estória. E os personagens novos, como Kenny e seu grupo, acrescentam um pano de fundo que permite entender melhor o comportamento de Levi e também o jogo político entre os militares, a nobreza e o alto clero.

Shingeki No Kyojin 3 sintetiza em sua melhor forma as ideias que dão vida a obra: o conflito entre antropocentrismo e teocentrismo, o fascínio pelo desconhecido e a determinação incansável de seus personagens pela sobrevivência da humanidade. Se as temporadas anteriores exploraram com maestria este último quesito, a parte 1 desta temporada, particularmente, disseca muito bem os outros dois pontos.

shingeki-no-kyojin-3-resenha-03.png

Também é incrível ver a vulnerabilidade de personagens mais casca-dura como Levi e Mikasa; Historia, Jean e Armin tomando as rédeas de determinadas situações; e Eren em constante autodescoberta. Estes doze episódios podem não ter o clímax esperado em comparação aos episódios das temporadas 1 em 2, mas, por outro lado, trazem um amadurecimento enorme à trama de Shingeki No Kyojin e seus respectivos personagens.

Propositalmente, esta parte 1 ainda deixa em aberto uma série de perguntas – mais especificamente em relação à origem de Reiner, Bertholdt e o Titã Bestial, cuja verdade também deve estar relacionada ao tão falado porão dos Jaeger. Como tira-gosto, ficamos com o intrigante encerramento do último episódio.

shingeki-no-kyojin-3-resenha-04.jpg

Pode-se dizer que, pelo que foi visto até o momento, Shingeki No Kyojin 3 Parte 1 é a ponte entre duas fases distintas da obra, mas igualmente relevantes. É impossível não imaginar o quão grandiosa será a parte 2!

Um adendo: é recomendável ter assistido aos OVAs para ter maior contexto em algumas situações dessa temporada. Se não viu ainda, corre lá!

shingeki-no-kyojin-3-resenha-05.jpg

O que achou desta primeira parte? Qual a expectativa para a continuação? Comente! Shingeki No Kyojin 3 está disponível na Crunchyroll.

Confira outras resenhas de animes e mangás aqui. Siga o Meta Galáxia nas redes sociais!

ASSINATURA

Análise Crítica
Data
Título Original
Shingeki No Kyojin 3 - Parte 1
Nota do Autor
41star1star1star1stargray

Deixe um comentário