Dunkirk | Resenha

dunkirk1

Ano: 2017
Título Original: Dunkirk
Dirigido por: Christopher Nolan
Avaliação: ★★★★☆(Ótimo)

Sempre que o nome do diretor Christopher Nolan é vinculado acaba causando algum barulho, pois ele tem sido um dos melhores diretores de sua geração. Isto é inegável. Então, a expectativa com seu novo trabalho era alta, e ainda bem que mais uma vez, ele entrega um filme de alta qualidade. Além de ser uma experiência cinematográfica sensacional, que possivelmente será lembrada daqui a muito tempo.

dunkirk-5.jpg

Como o próprio título já diz, o filme retrata o resgate em Dunquerque na França durante a Segunda Guerra Mundial. Totalmente devastados pelas forças alemãs, os britânicos e franceses estavam tentando bater em retirada pelo mar a todo custo, mas os nazistas não queriam apenas o recuo dos seus inimigos, queriam eliminar todos. Assim caçando-os como animais. Em cima deste fato que o filme trabalha.

dunkirk3.jpg

É simplesmente impressionante como o filme consegue colocar o espectador dentro dele. No longa temos três narrativas que se intercalam, e em todas elas sentimos a dor da guerra por pontos de vista diferentes. É isso nos traz à uma imersão intensa, como se estivéssemos lado a lado com aqueles jovens, pilotos e civis em prol de se salvar e voltarem para suas casas. Os personagens do filme são frágeis, cheios de medos, mas também fortes. Ou seja, são humanos. Em vários momentos os diálogos dão lugar ao vazio, a desesperança de não conseguir sobreviver. Somos apresentados a presenciar e contemplar a guerra de perto e o quanto temos heróis comuns, que são fortes e frágeis ao mesmo tempo.

dunkirk4.jpg

A parte técnica é um show a parte, principalmente quanto as tomadas de câmera, trilha sonora e efeitos sonoros. Parece que cada tiro ou explosão passa de raspão pela orelha do espectador. (Vale a pena ver em IMAX). E as batalhas áreas? Amigos, as cenas de ação envolvendo os caças podem figurar entre as melhores já feitas no cinema. Em resumo: Dunkirk é um filme que mostra a guerra, seus horrores, com um sentimento frio de desolação, mas com uma pitada de esperança, pois nos mostra a humanização em meio a pior das situações.

assinatura_andre