Em Ritmo de Fuga | Resenha

baby-driver1.jpg

 Ano: 2017
Título Original: Baby Driver
Dirigido por: Edgar Wright
Avaliação: ★★★★★ (Excelente)

Quando você vai assistir algo, querendo ou não, cria-se uma expectativa em cima disto. Isso pode ser bom ou ruim, dependendo se a mesma for ou não alcançada. E o novo filme de Edgar Wrigth (Scott Pilgrim), é daqueles que você acaba sendo surpreendido, pois sem dúvida é uma das grandes surpresas do ano, em um filme aparentemente despretensioso, só que não.

baby-driver3.jpg

Na trama temos Baby (Ansel Elgort), um jovem que é um piloto de fuga profissional. Além da habilidade no volante, ele sempre está com fones de ouvido escutando músicas no seu IPod. (Há de um motivo para isso, além do gosto por música). Logo, ele participa de diversas operações com vários grupos de bandidos que são comandados por Doc (Kevin Spacey). A medida que a trama avança, vamos conhecendo um pouco mais de cada personagem aliado a uma trilha sonora incrível e cenas de ação muito bem dirigidas e de tirar o fôlego. E um tom de humor extremamente bem feito, que casa perfeitamente com a proposta da obra.

baby-driver2

Em Ritmo de Fuga é daqueles filmes que você se empolga, entra no embalo das músicas e torce para os personagens, pois eles têm carisma. Aliás, os personagens coadjuvantes, são muito bem trabalhados e roubam as cenas em diversas partes do longa. (John Hamm e Jamie Foxx são exemplos disto). As reviravoltas na história também contribuem para o filme não perder ritmo e prender o expectador. Ao fim do filme, será inevitável não sentir vontade de colocar seus fones de ouvido, óculos escuros e sair por aí dirigindo.

assinatura_andre