Guerras de Verão | Resenha

guerras_de_verao_poster.jpg

Ano: 2009
Título Original: Summer Wars
Dirigido por: Mamoru Hosoda
Avaliação: ★★★★★ (Excelente)

Kenji é um adolescente que têm dificuldades em se relacionar com as pessoas a sua volta. Em compensação, é um expert em matemática é um jogo de realidade virtual chamado OZ. Certo dia, Natsuki que é nada mais nada menos que a garota mais bonita do colégio o chama para ajudá-la em uma tarefa com a sua família. Sem saber recusar ele acaba aceitando, e mal sabia que tudo estava prestes a mudar para ele, Natsuki, sua família e o mundo.

summer_wars_resenha.jpg

A estética do filme segue os demais trabalhos de Hosoda, aquela animação fluída e gostosa de ver, assim como a trilha sonora. O CGI funciona muito bem aqui, sabendo dosar e mesclar com o 2D. O filme explora muito bem isso, principalmente quando se trata da realidade virtual de OZ, assim nos passando a sensação de realidade virtual/real ao mesmo tempo, como se fossemos usuários do sistema. A parte técnica é impecável, mas o ponto forte do filme é o roteiro. Personagens cativantes, cheios de conflito. Além disto, temos principalmente o conceito de família que é abordado de maneira primorosa. Hosoda capturou bem a essência do que é uma família. Dilemas, traumas e principalmente união, são expostos de maneira singela é natural, cativando o espectador. Um fato envolvendo Kenji, acaba por disseminar uma reação em nivel apocalíptico e nesse momento o fator família se faz ainda mais presente.

summer_wars_resenha.1

Summer Wars é um filme em anime extremamente marcante, que conta com diversos momentos emocionantes e uma parte técnica sensacional. O final é simplesmente sensacional, e em diversos momentos fica difícil não fazermos um paralelo com nossas próprias famílias. Fica a recomendação fortíssima dessa obra! E depois vamos abordar as outras obras de Hosoda. ( já falamos aqui sobre um deles, A Garota que Conquistou o Tempo ).

assinatura_andre