O Massacre da Serra Elétrica: O Início – Resenha

Ano: 2006
Título Original: THE TEXAS CHAINSAW MASSACRE: THE BEGINNING
Dirigido por: Jonathan Liebesman
Avaliação: ★★★☆☆ (Bom)

Em O Massacre da Serra Elétrica: O Início, um grupo de jovens resolve pegar a estrada para curtir uma viagem. Ao pararem em uma cidade bastante pacata, acabam se envolvendo em uma confusão com alguns motociclistas. Quando finalmente o xerife da cidade chega para resolver a bagunça, os jovens percebem que o dono da lei não é quem aparenta ser e agora eles estarão subjugados por uma família canibal, que tem hábitos bem estranhos e que são protegidos por Leatherface, um jovem extremamente forte com problemas mentais que sempre está em porte de ferramentas, principalmente de sua serra elétrica.

Esta nova versão do clássico está bem ambientada no tempo presente e consegue (assim como Halloween e Sexta Feira 13), atualizar o terror para as novas gerações, muito embora não esteja aos pés de seus filmes antigos, muito menos do brilhantismo deles à época. Tirando esse contexto, o longa se apresenta como uma boa alternativa do terror, já que a trama de estar preso por uma família de sádicos, digna de um verdadeiro filme de horror torna a maioria das cenas muito interessante.

Quem assiste, facilmente se coloca no lugar dos prisioneiros, onde a fuga parece tão simples (basta sair correndo daquela casa) na teoria, mas a prática é verdadeiramente muito real a ponto do filme se tornar bastante angustiante na maioria de seu tempo (o que é um excelente ponto positivo, em se tratando de terror). As cenas em que Leatherface multila suas vítimas é também bastante amedrontador (quem não ficaria com medo desse brutamontes em posse de suas ferramentas terríveis).

O Massacre da Serra Elétrica: O Início é um bom filme de terror, tendo todos os atributos necessários à saga e ao tema.

Análise Crítica
Data
Título Original
O Massacre da Serra Elétrica: O Início
Nota do Autor
31star1star1stargraygray

Deixe um comentário