Quatro Vidas de um Cachorro – Resenha

quatro-vidas-de-um-cachorro-resenha.png

Ano: 2017
Título Original: A DOG’S PURPOSE
Dirigido por: Lasse Hallström
Avaliação: ★★★★☆ (Ótimo)

Em Quatro Vidas de um Cachorro, Bailey é um cachorro que, desde que nasceu, tenta entender seu propósito na vida. Reencarnando sempre em forma de um cachorro, ele passará por muitos momentos e por diversos donos na busca pelo sentido da vida de um canino.

quatro-vidas-de-um-cachorro-resenha 4

Com uma premissa simples, Quatro Vidas de um Cachorro consegue encantar e ainda fazer emocionar. Bailey é um cachorro, por assim dizer, filósofo, que em cada reencarnação tenta entender seu papel no mundo e o motivo pelo qual ele existe. Nessa sua busca, é inevitável a sensação de busca e descobrimento que ele causa em quem assiste o filme (você também acaba se perguntando, em algum momento, qual a razão de sua existência).

quatro-vidas-de-um-cachorro-resenha 3

Para quem tem uma grande afeição por cachorros, o filme com certeza pode emocionar mais, já que Bailey passará por diversas situações, envolvendo seus donos, que com certeza possuem seus reflexos na vida real. Para quem não gosta tanto desses caninos, o filme é uma oportunidade de refletir qual o lugar no mundo, seja dos cães ou dos humanos. É interessante ver assim como em alguns outros filmes, como um animal consegue mudar e interferir na vida de seus donos.

quatro-vidas-de-um-cachorro-resenha 2

Nem Platão, muito menos Sócrates. O filósofo do ano é o cachorro Bailey!

quatro-vidas-de-um-cachorro-resenha 1

assinatura_rodolfo

Análise Crítica
Data
Título Original
Quatro Vidas de um Cachorro
Nota do Autor
41star1star1star1stargray