Resenha Jogo Perigoso – Netflix

jogo-perigoso-netflix.jpg

Resenha do filme Jogo Perigoso do Netflix (Sem Spoilers)

Ano: 2017
Título Original: Gerald’s Game
Dirigido por: Mike Flanagan
Avaliação: ★★★☆☆ (Bom)

Veja as diferenças do livro e do filme em outro post.

Séries e filmes baseados em obras do mestre Stephen King nunca estiveram tão em alta! Só nesse ano tivemos IT: A Coisa e Torre Negra (e em breve 1922 pelo Netflix), as séries O Nevoeiro e Mr. Mercedez também já cairam em nossos braços. Nesse último final de semana, o serviço de streaming mais popular do mundo lançou mais um filme baseado em uma obra do mestre do terror, Jogo Perigoso (Gerald’s Game).

Podemos considerar, talvez, que Jogo Perigoso é uma das melhores adaptações de obras de Stephen King. A obra original é um pouco diferente da produção do Netflix, o que é normal, a adaptação fez bem seu papel em cortar certos pontos necessários para uma boa fluidez. No começo, achei o filme um pouco devagar, mas com o tempo o ritmo se torna agradável. Vamos a breve análise sem spoilers.

jogo-perigoso-netflix-3.jpg

Com direção de Mike Flanagan (Hush – A Morte Ouve), a história do filme se passa quase toda em apenas um quarto, em uma casa isolada, em algum canto dos Estados Unidos. O casal Gerald (Bruce Greenwood) e Jessie (Carla Gugino) estão em crise matrimonial e resolvem retirar-se em busca de reascender a chama do relacionamento. Gerald tem alguns “probleminhas” e se excita apenas quando faz jogos perigosos com Jessie, ao estilo “50 Tons de Cinza”. Mas, a trama toda só começa mesmo quando um acidente faz com que Jessie fique sozinha e acorrentada na cama.

jogo-perigoso-netflix-4

A narrativa cadenciada dá o tom de suspense e agonia de ver uma pessoa passando por uma situação desesperadora. Mas não poderia faltar a pitada característica de King, aquele toque sobrenatural (ou não) está presente no filme, você vai descobrir quando assistir (mas só depois que terminar de ler o post e compartilhar ele no Facebook, claro)

jogo-perigoso-netflix-2.jpg

Umas das nuances que me chamaram atenção no filme foi a sensação do tempo passando quando Jessie está presa. Muito dessa sensação se deve ao trabalho do diretor de fotografia, que soube escolher muito bem o estilo de filmagem com pouca edição de filtros. Ah, uma coisa muito legal, é o anoitecer, o clima criado no filme quando anoitece é muito bem transmitido. Imagine você sozinho numa casa isolada vendo o anoitecer, quais coisas loucas passariam por sua mente?

jogo perigoso

Aproveite o final de semana e assista Jogo Perigoso, no Netflix, recomendado pelo Meta Galáxia. Veja outras resenhas de filmes aqui.

Matheus Moreira Mello

Análise Crítica
Data
Título Original
Jogo Perigoso Netflix
Nota do Autor
31star1star1stargraygray