Sete Minutos Depois da Meia-Noite | Resenha

sete-minutos-depois-da-meia-noite-posterjpg.jpg

Ano: 2016
Título Original: A Monster Calls
Dirigido por: J. A. Bayona
Avaliação: ★★★★★ (Excelente)

Na trama temos Conor O’Maley, um menino de 13 anos que passa por uma situação difícil na sua vida devido a doença de sua mãe. Seu pai ausente, problemas na escola e ele não se dá bem com a sua avó. Para fugir um pouco disso, Conor recorre a seus desenhos, e acaba por mergulhar nesse universo de fantasia, e como consequência passa a ver um Monstro que passa a lhe contar histórias e em troca, ao final delas, o menino deverá contar uma ao monstro.

sete-minutos-depois-da-meia-noite-1.jpg

O filme trabalha muito bem a Fantasia como uma forma de escapismo e como isto pode auxiliar em uma situação difícil na vida. Poético e lúdico, a obra acerta em cheio, nessa mescla de fantasia e drama. Pelos olhos de Conor somos envolvidos nesse mundo que encanta, que acalenta a dor, mas que também dói. A parte dramática do filme é intensa, não é nada forçado, pelo contrário é bem verdadeiro. O peso da doença da mãe de Conor, é bem conduzido, assim não sendo apenas um motivo qualquer que serve para ínicio da imaginação do menino. A mensagem que o filme entrega é realmente algo valioso, que pode ajudar muito mesmo em alguma situação similar na vida.

sete-minutos-depois-da-meia-noite-2.jpg

Todo o visual do filme, a direção, a fotografia é muito bem trabalhada. O espectador é realmente transportado para o filme. O elenco também não fica por menos, entregando atuações convincentes que conseguem transmitir toda a carga dramática de forma natural.Com um roteiro poderoso, cheio de poesia e reflexões sobre a vida, a obra consegue um equilíbrio singular, juntando drama e beleza. Filmaço, um dos mais bonitos e tocantes que foram lançados nos últimos tempos. E detalhe: suar pelos olhos é algo que pode ocorrer aqui, ou no mínimo aquele nó na garganta.

assinatura_andre