Universo DC Renascimento – One-Shot | Impressões

universo-dc-renascimento-1.jpg

De tempos em tempos as editoras DC Comics e Marvel fazem seus reboots, remakes, recomeços em suas cronologias buscando assim simplificar suas linhas de publicações, trazer novos leitores e resgatar antigos.  E agora vamos falar da mais nova iniciativa da DC, que é o Renascimento (Rebirth) que tem como principal chamariz resgatar o otimismo, o heroísmo que sempre fez parte da editora e que talvez tivesse se perdido nos últimos tempos. E para isso, a editora lançou um one-shot para ser o início dessa nova empreitada. E dela que vamos falar aqui.

universo-dc-renascimento-wally-west.jpg

Para tal missão a editora colocou no roteiro Geoff Johns e diversos artistas de alto calibre, e assim a edição conta com quatro capítulos. Logo de cara um mero sorriso pode aparecer pois o protagonista da trama é ninguém mais ninguém menos que um dos personagens mais queridos dos fãs, Wally West, (que não estava presente na antiga fase da editora, Os Novos 52) que estava perdido na força da aceleração e tenta desesperadamente voltar ao seu mundo, mas para isso alguém precisa se lembrar de que ele existe. E é exatamente aí que está o problema, ninguém se lembra de Wally. E o tempo urge, pois ele está se perdendo para sempre na força de aceleração e se isso ocorrer, acabam-se as chances de volta. Então Wally tem uma missão de voltar a vida, mas antes precisa fazer com que se lembrem dele, pois além de ter o objetivo de voltar, ele também tem um recado a dar para os heróis, que algo está muito errado na linha do tempo, e que existe uma ameaça maior que está manipulando a todos.

Pois bem, partindo deste ponto temos uma HQ que é simplesmente sensacional. Acompanhar esta jornada de Wally tentando voltar é um paralelo para com nós, leitores. É como se a sua missão de fazer alguém se lembrar dele fosse repassado ao leitor, tentando lembrar de algo que havia sido perdido ou esquecido. Ao longo dos quatro capítulos a nostalgia e a emoção permeiam as páginas, assim realmente nos mostrando o que é uma HQ de herói, e assim nos damos conta de que fazia muito tempo que não víamos isso com esses personagens. A DC acertou em cheio, pois esse one-shot consegue fazer isso e muito bem. Ao termino da leitura é inevitável segurar um sorriso. E a edição da editora Panini está sensacional. Com um acabamento bacana, papel LWC, e capas variantes e também vários extras inclusos, dão um charme a mais para a edição.

universo-dc-renascimento-wally-barry.jpg

Em resumo: Os Novos 52 foram foi ruim? Não diria isso, foi bom em alguns títulos mas com certeza foi abaixo do esperado e realmente muito da essência dos personagens foi perdida. E é exatamente isso que Renascimento está trazendo de volta, assim fazendo você revisitar algo familiar que lhe faz bem e apresentando os personagens para um público novo de maneira simples. Lembrando que Renascimento não resetou tudo que vinha sendo apresentado pelos Novos 52. O que aconteceu é a mudança de tom das histórias e a maneira como lidar com os personagens. Mas mesmo assim, a leitura não exige que o leitor tenha a cronologia na ponta da língua, pois ela mesmo se explica muito bem. Claro, existem alguns títulos que saíram antes que podem ajudar o leitor a se ambientar ainda mais, mas é opcional.  Em suma, leia Renascimento pois vale muito a pena. É um ótimo momento para ser leitor da DC, ou voltar se você tinha abandonado. Em breve teremos uma postagem aqui com as impressões sobre os primeiros números das mensais dessa nova fase. Então aguardem!

Obs: se você já leu Watchmen (por favor se não, tem que ler isso urgente!!!) há um detalhe no final da HQ que dá até arrepio de tão incrível e que pode dar muito pano pra manga lá na frente. Aguardemos.

assinatura_andre

1 comentário

Os comentários estão encerrados.