Freaks And Geeks | Resenha

freaks-and-geeks-2.jpg

James Franco, Seth Rogen, Jason Segel, Linda Cardellini, Martin Starr…

São nomes bastante conhecidos do cinema e TV nos últimos anos (especialmente os três primeiros), mas, muito antes de brilharem em outras produções nas últimas duas décadas, foram protagonistas de uma das séries mais aclamadas dos anos 90: Freaks and Geeks, criada por Paul Feig e produzida por Judd Apatow.

Representando toda uma geração, a série teve 18 episódios produzidos mas, infelizmente, foi cancelada antes de ser renovada para uma segunda temporada, embora tenha sido sucesso de crítica e público, deixando muitos fãs saudosistas. No Brasil, foi exibida pelo canal pago Multishow.

freaks3

Freaks and Geeks apresenta um grupo de jovens nos anos 80, ambientada em uma típica escola norte-americana onde temos os personagens principais divididos em dois grupos: os freaks, tidos como rebeldes sem causa, dos quais muitos alunos têm medo ou menosprezo; e os geeks, que são constantemente alvo de bullying por parte dos esportistas e outros valentões.

Lindsay Weir (Linda Cardellini) é uma personagem que se divide entre os dois “universos”: é uma estudante aplicada, que sempre tirou boas notas, mas que se sente seduzida ao conhecer os freaks – Daniel (James Franco), Nick (Jason Segel), Ken (Seth Rogen) e Kim (Busy Phillips) – especialmente para se aproximar de Daniel, a princípio. Isso lhe causa problemas com os pais e também com seu irmão, Sam (John Francis Dealey), considerado um dos geeks ao lado de Neal (Samm Levine) e Bill (Martin Starr).

A série é constituída basicamente de episódios simples, que mostram a rotina destes grupos e as atribulações dos adolescentes da época, e tem, como um dos pontos mais interessantes, a quebra de estereótipos, ao aprofundar, de maneira leve, os dramas dos estudantes e colocá-los em interação com os demais grupos existente na rotina escolar. Vemos que os geeks são caras legais e muito divertidos, e que os freaks não são tão bad guys como parecem a princípio.

freaks4

Romances, bullying, divórcio, drogas e início da puberdade são alguns dos temas abordados na série, mas com um toque sutil típico das séries dos anos 90, colocando estes assuntos sob a ótica dos adolescentes e mostrando a forma com que os problemas se tornam tão mais intensos nesta fase da vida. Os personagens são bastante carismáticos e vão se desenvolvendo ao longo da temporada – alguns com maior profundidade – mas de modo suficiente para que o espectador se importe com eles.

Pelo ar nostálgico, o elenco de peso e uma trilha sonora incrível – recheada de clássicos do rock dos anos 70 e 80 – Freaks And Geeks é uma ótima pedida para quem procura uma série descompromissada e divertida.

A abertura da série também é um clássico e vale sempre conferir:

 

assinatura_diego-1