The Man In The High Castle (Amazon Prime Video) 1ª Temporada – Resenha

The Man In The High Castle – Resenha da primeira temporada da série original Prime Video

the-man-in-the-high-castle-1a-temporada-resenha-poster.jpg

Título Original: The Man In The High Castle
Ano: 2015
Criação: Frank Spotnitz | Nº de Episódios: 10
Avaliação: ★★★★★ (Excelente)

The Man In The High Castle (ou O Homem do Castelo Alto, em português) é uma das principais séries originais do Amazon Prime Video e adapta uma das distopias mais icônicas do consagrado escritor Philip K. Dick, cuja obra Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas? inspirou o clássico cult cinematográfico Blade Runner.

Philip K. Dick ficou conhecido por suas obras distópicas com forte teor político e social, trazendo personagens e dramas profundos a suas estórias. Não é diferente com The Man In The High Castle, cujo plot traz uma questão das mais curiosas e estarrecedoras que a humanidade já poderia ter feita a si mesma: como seria o nosso mundo se os Aliados tivessem sido derrotados e a Alemanha nazista conquistasse o mundo?

the-man-in-the-high-castle-1a-temporada-resenha-01.png

Esta é a base da trama e o ponto de partida da série, situada no ano de 1962. Nesta realidade, a Alemanha venceu a Segunda Guerra Mundial com a ajuda do Japão, deste modo conduzindo a conquista de outras nações de forma partilhada com seus aliados do país asiático. O cenário em que a série decorre são os antigos Estados Unidos, agora divididos em três regiões: o Grande Reich Nazista, à leste, sob total controle alemão; os Estados Japoneses do Pacífico, à oeste, com domínio japonês sob a tutela nazista; e a chamada Zona Neutra, região pseudo-independente que divide as outras duas regiões.

Entretanto, a tensão política é crescente e nem tudo é preto e branco no domínio nazista. Hitler, ainda vivo porém velho e doente, prega a permanência da aliança com o Japão, mas determinadas células do Reich veem o fim da parceria com os asiáticos como um benefício. O Japão, por outro lado, vê com maus olhos a situação de relativa submissão à Alemanha. Logo, uma série de conspirações passam a serem tecidas.

the-man-in-the-high-castle-1a-temporada-resenha-02.jpg

Em meio a tudo isso, há a Resistência – um grupo de pessoas que, clandestinamente, luta para desestruturar o Reich e seus aliados japoneses. Para isso, eles contam com uma arma inusitada: uma série de filmes secretos que mostrariam um mundo como o nosso, livre do domínio nazista. E a origem destas películas esta ligada à misteriosa figura do indivíduo conhecido como “o homem do castelo alto”.

the-man-in-the-high-castle-1a-temporada-resenha-03.jpg

Com um argumento poderosíssimo para seu desenvolvimento, The Man In The High Castle mostra logo em sua primeira temporada como é possível adaptar uma obra literária tão rica para o audiovisual utilizando o máximo de seus principais recursos. A série é um primor de fotografia, trilha sonora, figurino e direção, mantendo um ritmo crescente de envolvimento com a estória e ambiente ao longo de seus dez episódios.

A ambientação, inclusive, é um ponto altíssimo. A produção consegue transportar o expectador de forma muito verossímil à possível década alternativa de 60, tendo em todos os seu cenários, linguagens e vestuários os principais aspectos da época. Há também a sensação contínua de suspense, muito bem conduzido, e principalmente de tensão – o medo infligido pelos nazistas e, ainda pior, a “normalização” do regime perante a sociedade civil é uma realidade assustadora e que choca diante de diversas situações para as quais os personagens são transportados.

the-man-in-the-high-castle-1a-temporada-resenha-05.jpg

As atuações também estão em alto nível, apresentando rostos não necessariamente jovens, mas não tão conhecidos do grande público e que, mesmo assim, dão conta do recado, dando vida a personagens consistentes e recheados de camadas, sempre propensos a falhas. As decisões destes, inclusive, são vitais para todos os âmbitos da série, que possui seus próprios protagonistas em cada uma das situações, seja no Reich, na aliança nipônica ou mesmo na Resistência. Uma frase define bem a obra: “Fate is fluid. Destiny is in the hands of men”.

the-man-in-the-high-castle-1a-temporada-resenha-04.jpg

A primeira temporada de The Man In The High Castle é muito bem construída, envolve, questiona e deixa, intencionalmente, uma série de pontas a serem resolvidas para a segunda temporada.

Confira outras resenhas de séries aqui. Siga o Meta Galáxia nas redes sociais!

ASSINATURA

Análise Crítica
Data
Título Original
The Man In The High Castle - 1ª Temporada
Nota do Autor
51star1star1star1star1star

Deixe um comentário