Velozes e Furiosos 8

fate_of_the_furious_ver3_xlg

Ano: 2017
Título Original: The Fate of the Furious
Dirigido por: F. Gary Gray
Avaliação: ★★★☆☆ (Bom)

Velozes e Furiosos se tornou uma das franquias de maior rentabilidade dos últimos tempos quando falamos em cinema. Após sete filmes, sendo que no anterior teve todo o fato acerca da morte de Paul Walker que interpretava o personagem Brian, o desfecho da saga naquele ponto tinha jeitão de ser o fim. E por sinal um final pra lá de digno e emocionante. Então a pergunta que fica, era necessário um oitavo filme? A resposta é não. Realmente em termos de trama a história estava bem fechada até ali. Mas, como dito antes, é uma franquia pra lá de rentável, então, por que não? Ficou bom? Sim, ficou bom porque os personagens, que são bem carismáticos,  elenco já estabelecido, ótimas cenas de ação,  e corrida conseguem sustentar muito bom o novo longa. Bem, vamos falar sobre ele.

fate-of-the-furios

A trama é bem básica e mostra Dom (Vin Diesel)que após estar aposentado tem que voltar a vida do crime por livre e espontânea pressão por conta de uma mulher misteriosa chamada Cipher (Charlize Theron). Além de voltar as atividades, Dom é jogado contra a sua equipe. Logo ocorrerá o embate entre a família. Apesar de algumas reviravoltas, nada é chocante nem vai fazer ninguém pular da cadeira.  A ambientação, fotografia, trilha sonora estão no mesmo nível dos anteriores, deixando o expectador a vontade com aqueles velhos conhecidos. Algumas sequências de ação estão absurdamente boas, e mesclando com os carismas dos personagens, esse pode-se dizer que é o ponto forte do longa.

Fate of the Furious, The (2017)

Por falar nisso, a razão e o bom senso já passam longe da franquia já faz um tempo quando falamos nos absurdos que esses carros e personagem fazem. Não que isso seja ruim, pelo contrário, já virou marca da franquia e isso diverte. Falando em diversão, o entrosamento do elenco ou melhor dizendo da família, faz toda a diferença aqui. É visível o quanto a vontade todos ali estão. Essa química favorece muito para as cenas, prosas e alívios cômicos, principalmente quando Roman (Tyrese Gibson) está em cena é quase risada garantida.

fate furious

Velozes e Furiosos 8 chega  e cumpre aquilo que se espera dele, mesmo não inovando, é aquele filme pipocão, para ir ver com a galera (afinal, vocês viram sete, tem que ver o oitavo certo? rsrs) que tem ótimas cenas de ação, humor e você pode rever a família mais uma vez. O futuro da franquia? Bem, não se espante se num próximo filme da saga de Toretto e sua família, se eles forem ao espaço, uma corrida em Marte, um futuro pós apocalíptico a la Mad Max, ou uma coisa cyber punk, porque depois de vermos os absurdos protagonizados pela família Toretto, nada disso citado como possibilidade fica tão absurdo assim.

assinatura_andre